Centenário 14 BIS


  • Aeromodelismo no Centenário do 14 BIS.
  • vento Certificado pelo Ministério da Aeronáutica.
  • Parceria institucional com Infraero.
  • Comemoração final no Campo de Bagatelle – França.
  • Convênio entre PERFIS Eventos e Min. Aeronáutica.
  • Lei de Incentivo a Cultura.
  • Lei de Incentivo ao Esporte (Aeromodelismo).

Resumo histórico – No dia 3 de setembro de 1906 foi instalado um motor de 50 cavalos-vapor no lugar do de 24 até então utilizado. Transformou o 14-bis assim no Oiseau de Proie, com o qual obteve um salto de 11 metros em 13 de setembro de 1906; infelizmente o pouso brusco danificou a estrutura e o motor do avião e quebrou as duas rodas, impedindo novas tentativas. Santos-Dumont fez novas modificações no avião: envernizou a seda das asas para aumentar a sustentação, retirou a roda traseira, por atrapalhar a decolagem, e cortou a estrutura portadora da hélice. Em 23 de outubro de 1906, no campo de Bagatelle, Paris, o Oiseau de Proie II, após várias tentativas, percorreu sessenta metros em sete segundos, a uma altura de aproximadamente dois metros, perante mais de mil espectadores. Esteve presente a Comissão Oficial do Aeroclube da França, entidade reconhecida internacionalmente e autorizada a homologar qualquer evento marcante, tanto no campo dos aeróstatos como no dos “mais pesado que o ar”. Novamente, porém, o pouso brusco danificou as rodas do avião. O 14-bis ainda não era totalmente controlável.  

Para lembrar o centenário do primeiro vôo do 14-Bis, o Ministério da Aeronáutica, na pessoa do Brigadeiro do Ar Nelson de Souza Taveira, solicita-nos promover um concurso a nível Brasil, para incentivar a construção de réplicas voadoras do 14 BIS. Nomeados fomos para tal missão. Percorremos a maioria dos clubes de aeromodelismo do Brasil em busca de construtores para as réplicas. Marcamos a data da apresentação em Itu-SP e escolhemos as réplicas do 14 BIS, que tinham como pré requisito voar. Em caravana, com avião cedido pela FAB, saímos de Congonhas – SP com os construtores e seus modelos. Nos dias 20 e 21 de outubro,  Base Aérea de Brasília e a Esplanada dos Ministérios efetuamos a exposição estática e alguns voos demonstrativos com os aeromodelos em escala do 14 BIS e Demoiselle, atraindo uma multidão de pessoas por todo o dia. Esteve presente o 14 BIS construído em Goiânia pelo piloto Alan Calassa. A Esquadrilha da Fumaça abrilhantou o evento. Fácil entender a magnitude dos desafios que nos foram propostos. Como nunca nada se faz sozinho, comprometer construtores foi o primeiro passo. Posteriormente, faze-los entender que o evento não era para maquetes estáticas! Os modelos construídos teriam de voar. Poucos alcançaram a proeza. Queria deixar aqui o registro do Sr. Cláudio(oficina De Santi) que construiu um modelo de 20 cm, impulsionado a elástico, que realizou voos memoráveis em ginásios poliesportivos. Destaque para os amigos Walter Nutine (coorganizador responsável pelo evento, piloto e construtor),  “Misturinha” (piloto e construtor) e ao querido amigo Luiz Otávio Neto (piloto excepcional que “safou a onça” toda vez que foi solicitado a voar em ambiente inóspito e hostil). Todos estiveram presentes em voos na Explanada do Ministérios e Abrilhantaram o evento, juntamente com Celso Desanti e Bia, sua esposa.

CONSULTING SERVICE

We are providing wide range of Consulting Services & World wide happy Clients