marcelo homem de mello colaborador raça forte

Colaborador Raça Forte

 

Alguem aqui sabe aonde encontro um colaborador  “raça forte”? 

Caso a resposta seja sim, o que seria um “colaborador de raça forte”?
Seria aquele colaborador que executa suas funções dentro do que lhe foi estabelecido, com amor e garra no que faz, auxilia no seu entorno em tudo que é possível. É ainda aquele que aprende com a organização e procura o melhor para si e para todos, recusando-se a fazer apenas 100% para o que foi contratado. Colaborador raça forte  necessariamente não possui o desejo de ser líder, possui sim o desejo de crescer, de ser o melhor a cada dia naquilo que lhe compete, acompanhando as tendências de sua carreira, estando sempre atualizado nas suas competências críticas e essenciais, de maneira a ser o mais eficiente possível para a organização que o contratou, para a aquipe que está inserido e para o seu gestor.
Nada de errado em não querer ser líder. Não é necessário que todo colaborador tenha este sonho, é um erro estimularmos esse desejo em todos os colaboradores. Liderança é um lugar  muito solitário, que requer muito preparo, e vem junto com uma série de responsabilidades que nem todo mundo deseja ou tem competência para assumir.
Estamos na era dos colaboradores fracos! Os geração Y ou Z que pensam em ascensão, cargos e salários antes de ser minimamente capaz de dar laço nos próprios sapatos.
Faltam colaboradores com perspectiva de futuro, não perspectiva do agora.
Vejo semanalmente em minha caixa de e-mails, dois ou três simpósios, palestras ou workshop voltado para aprimoramento de competências de liderança, e não vejo nada para elevar as competências de colaboradores.
Qual a razão disso, de não pensarmos em aprimorar os colaboradores?
Tem algo de errado nisso.
Se para cada 100 pessoas no mercado de trabalho podemos encontrar apenas um ou dois potenciais líderes, o que vem sendo feito em função de todos os outros que não serão líderes?
Colaborador é o sucesso do líder e vice-versa, então qual a razão de se investir tão pouco no aprimoramento de colaboradores?
Investir apenas para melhorar a performance da liderança, esquecendo dos colaboradores é um erro crasso. Acorda RH, hora de ser de fato estratégico, dar a sua contribuição para a organização, é preciso entender que a forma de fazer negócios mudou.

 

TREINAMENTO URBANO CORPORATIVO PARA ALTA PERFORMANCE

 

Grande abraço
Marcelo Antonio Homem de Mello
CEO & Founder – Homem de Mello – Desenvolvimento Humano, Organizacional e Coaching

 

marcelo homem de mello colaborador raça fortePublicações  em HOMEM DE MELLO CONSULTORIA estão protegidas pela legislação brasileira sobre direito autoral e propriedade intelectual. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa (marcelo@homemdemelloconsultoria.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento do site, que prima pela integridade e pela qualidade, mantendo um padrão elevado em seus conteúdos. Se precisa copiar trecho de texto para uso privado, por favor, solicite-nos. © Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos (CDADC) Decreto-Lei n.º 63/85, Lei n.º 45/85, Lei n.º 114/91, Decreto-Lei n.º 332/9 e Decreto-Lei n.º 334/97.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *