Dependência ou Escravidão? Seja lá do que for é sempre destrutivo e danoso. Se não combatido a tempo, pode ser fatal.

master coach e master mentoring marcelo antonio homem de mello sobre coaching para dependencia homem de mello consultoria

Hoje encontramos muitas vezes o termo “Adicção” devido a programação de Narcóticos Anônimos onde este termo é usado. Várias pessoas não sabem o que é adicção e confundem-na com dependência química.
Não é só de patologias clínicas que falamos aqui, tão pouco ficamos restritos a fatores de escravidão de drogas lícitas ou ilícitas. Fatores afetivos, sentimentais ou familiares também escravizam e podem gerar dependência lesiva, subjugando, dominando inferiorizando.
Qual o limite?
O limite é aonde a pessoa começa a se sentir invadida, aviltada e violentada.
Deixou de ser saudável, passa a ser escravizante e gera dependência.
Escravidão ou “adicção” é um termo que se levado a sua origem em latin “escravo de” ou inglês o termo addict  “escravo” se torna fácil de compreender. No entanto a adicção é bem maior que esses termos e vários profissionais e instituições tem sua própria interpretação do que seja ou do que não seja doença da adicção.
A dependência química é apenas um dos fatores provocados pela adicção, na verdade o uso de drogas é apenas o estopim, a ponta do iceberg, a doença se manifesta em todas as áreas da vida do indivíduo e o leva a autodestruição, a droga se torna apenas o instrumento para que isso se realize.

Como funciona?

Primeiramente, com muito respeito, amor e carinho, deve ser entendido o quadro geral.
Entendido, traçar plano de trabalho para atenuar as zonas de conflito, fazendo convergir para uma zona de trabalho sobre a questão, enfrentando na origem a demanda inicial do cliente.

Aplicabilidade?

Qualquer pessoa que tenha estabelecido um vínculo destrutivo com drogas lícitas, ilícitas ou relacionamentos afetivos destrutivos. Qualquer pessoa que esteja sentindo-se desumanizada, subjugada e não esteja conseguindo romper as barreiras sozinha, pode recorrer ao processo de Coaching para Dependências.
Mais uma vez cabe lembrar que podemos a qualquer momento montar uma junta de profissionais, psicólogos, psiquiatras e terapeutas dependendo do caso em questão.
Coaching não trata patologias clínicas, como também não busca no passado a luz para o presente.  Coaching aponta os pontos fracos e fortes, as limitações e os sabotadores que impedem o cliente de seguir um caminho assertivo, feliz e realizado. Constatado que há quadro de patologia instalado, profissionais competentes serão acionados para completar o suporte ao cliente.

Custos e prazos?

É um processo de longa duração, um ano, dois ou até mais.
Contudo, muito menos traumático que processos convencionais de tratamento. O adicto(cliente portador ) tem tendência(motivado pela doença) de se autodestruir. Para trabalharmos sua autoestima, estimularmos sua motivação positiva para sair do caus, tempo, prazos neste perfil fazem pouco ou nenhum sentido. O relógio anda diferente, no tempo de quem passa pelo atendimento.